5 de outubro de 2015

Nosso pequeno-imenso paraíso

Já faz um tempo que essas fotos estão me chamando, e aproveitando que hoje é segunda-feira, e a segunda-feira é minha, nada mais justo do que me deixar mergulhar nesse dia. 

Aqui em casa mesmo se acordamos cedo, raramente conseguimos sair cedo de casa. Mas nesse dia ela acordou mais cedo que o normal e eu poderia muito bem ter me arrastado até o sofá tomando café e resmungando sobre o quanto dormi pouco. O dia estava lindo, a luz estava linda e era páscoa. Como a irmã dela não estava em casa não tinha muito porque fazer a brincadeira dos ovos do coelhinho com ela sozinha, melhor seria sair de casa e vagar por aí. Peguei ela e em menos de 10 minutos (milagre!) fomos até uma praia que fazia muitos anos que não ia, e que depois desse dia se tornou a nossa praia mais do que querida.
Não tinha quase ninguém lá, aquela imensidão era só nossa: minha, dela e do piu-piu (esse é o nome do pato :P ), não precisava de mais nada! E de certa forma suspeito que essa experiência mudou a minha relação com praia, e posso até dizer que me tornei uma pessoa praieira porque sinto a necessidade como nunca antes de estar perto do mar e de me perder nessa amplitude. Encontrei um pequeno paraíso para chamar de nosso, um lugar onde posso me reconectar com a minha paz.
Acho que por isso que essas imagens continuam ecoando em minha mente, é uma vontade de voltar para esse lugar, para esse momento, ou até mesmo voltar para esse estado de consciência, se é que você me entende ;)
Certamente foi um dia feliz. Com ela, com esse sorriso, com sua risada, não poderia ser diferente! Gente... ela é a fofura materializada! 





































Nenhum comentário:

Postar um comentário